18 Julho 2019

Selo Arte vai libertar produtor de uma legislação ultrapassada, diz Tereza Cristina

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, comemorou nesta quinta-feira, dia 18, a assinatura do decreto que regulamenta o Selo Arte, que permite a venda interestadual de produtos alimentícios artesanais, como queijos, mel e embutidos. 

A primeira etapa de aplicação será para produtos lácteos, especialmente queijos. Na visão da ministra, os produtores não vão mais ficar confinados à sua localidade e poderão ter seus produtos reconhecidos por todos os brasileiros. “A estimativa é que 170 mil produtores de queijo artesanal do Brasil sejam beneficiados pela criação do Selo Arte neste primeiro momento”, contou.

A assinatura do decreto fez parte da cerimônia dos 200 dias do governo Bolsonaro, realizada nesta quinta, em Brasília. “O senhor (presidente Bolsonaro) nos orienta para que façamos medidas que cheguem lá na ponta, que mude para a melhor a vida do Brasileiro e é isso que estamos mostrando aqui. Muitas vezes optamos pela modernização das normas para facilitar a vida dos brasileiros e o Selo Arte é um ótimo exemplo disso, libertando o produtor de uma legislação do passado e que impedia a comercialização de produtos de origem animal através das fronteiras estaduais.”

 

Presos a uma legislação do passado, da década de 1950, os produtores estavam, na prática, impedidos de comercializar produtos artesanais de origem animal além das fronteiras de seu Estado, apesar de já existir lei federal sobre o assunto- Lei 13680/2018 de autoria do @EvairdeMelo

— Tereza Cristina (@TerezaCrisMS) July 18, 2019

Do Brasil para o mundo

“Queijos mineiros já estão tão ou mais famosos do que os franceses. Em junho deste ano, conquistamos 59 medalhas no Mundial de Queijo de Tours, na França e esses queijos iam nas malas, porque não podiam ir legalmente. Agora todos irão formalizados”, disse a ministra

Com o recente acordo entre Mercosul e União Europeia, o governo brasileiro vislumbra conquistar também o mercado europeu com selos que possuem localização geográfica de seus produtos. “Com as mudanças legais, fica permitida a comercialização interestadual de alimentos feitos de forma artesanal, que serão fiscalizadas pelos órgãos estaduais e deverão seguir as boas práticas sanitárias e agropecuárias”, contou.

Próxima etapa

Posteriormente, o selo vai abranger produtos cárneos (embutidos, linguiças, defumados), produtos de origem de pescados (defumados, linguiças) e produtos oriundos de abelhas (mel, própolis e cera).

A ministra assina ainda nesta quinta a normativa do logotipo do selo e duas instruções normativas que tratam da aplicabilidade do decreto. Uma delas traz o regulamento técnico de boas práticas para produtos artesanais lácteos e a outra diz respeito aos procedimentos para a certificação. As INs devem ficar em consulta pública por 30 dias.

 

Selo Arte: governo regulamenta venda interestadual de alimentos artesanais

 


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Boi: má gestão e falta de tecnologia tirarão metade dos pecuaristas do campo

08-07-2020

Metade dos bovinocultores de corte que estão em atividade hoje podem deixar o campo até 2040. A conclusão, que aparece em um estudo da , revela, entre outras coisas, que muitos negócios aparentemente estáveis podem não perdurar ante os desafios das próximas duas décadas.Um dos motivos para a projeção é o êxodo rural. Dados do mostram que, entre 20...

Leia mais...

Câmara ratifica Protocolo de Nagoya e texto segue para o Senado

08-07-2020

A Câmara dos Deputados ratificou nesta quarta-feira, 8, o Protocolo de Nagoya. Agora, o texto segue para apreciação do Senado. Se aprovada pelos senadores, a proposta confirmará a adesão do Brasil ao acordo, sendo necessária posterior apresentação de decreto presidencial para sua regulamentação.Concluído durante a 10ª reunião da Conferência das Naç...

Leia mais...

China deve se tornar grande importadora de milho nos próximos anos

08-07-2020

A China deve se tornar grande compradora de milho no mercado internacional nos próximos anos, destacou a analista sênior de grãos da IHS Markit, Anamaria Gaudencio Martins. “É importante reforçar que a demanda por milho na China está maior do que a produção, com isso, os estoques do grão no país estão caindo ano a ano. A nação asiática terá que com...

Leia mais...

Salmonella não tem vez: laboratórios testam 100% dos lotes no pré-abate

08-07-2020

Para garantir a qualidade da carne que comemos, é essencial controlar cada uma das etapas de produção. Além das técnicas de manejo nas granjas, os cuidados para manter as aves livres de contaminação seguem nos abatedouros. Mas, será que só de bater os olhos já dá para identificar se há problemas com algum frango ou com o lote todo? Nos laboratórios...

Leia mais...

AO VIVO: Diálogos do Campo – análise da safra e do mercado de milho

08-07-2020

O Projeto Mais Milho encerra a temporada 2020 com o programa Diálogos no Campo, um debate sobre a safra e as perspectivas de mercado.No mercado internacional, as atenções estão voltadas ao comportamento do clima no Meio-Oeste norte-americano e, no Brasil, na comercialização da safra que está sendo colhida. Fonte Canal Rural

Leia mais...

Veja a lista dos produtos da agricultura familiar com bônus em julho

08-07-2020

A relação dos produtos do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) com direito ao desconto em julho nas operações de crédito nas instituições financeiras já está disponível. A lista com os produtos e os estados contemplados tem validade de 10 de julho a 9 de agosto deste ano, conforme a Portaria nº 23, da Secretaria de Pol...

Leia mais...

Conab eleva ainda mais o tamanho da safra de soja colhida em 2019/2020

08-07-2020

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), segue fazendo ajustes finos para os dados da colheita da safra 2019/2020 de soja. Em seu 10º levantamento (são 12 no total), divulgado nesta quarta-feira, 8, foi estimado uma safra de 120,8 milhões de toneladas, 400 mil toneladas a mais que o projetado no levantamento de junho, que era de 120,4 milhões...

Leia mais...

Na Argentina, clima prejudica busca por gafanhotos pelo segundo dia

08-07-2020

Pelo segundo dia consecutivo, nessa terça-feira, 7, os técnicos do Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa) não conseguiram chegar até o local onde eles suspeitam que esteja pousada a nuvem de gafanhotos que desde junho circula pela província de Corrientes, na Argentina.Desta vez, o mau tempo foi um obstáculo na ...

Leia mais...

Previsão do tempo: depois de dois ciclones, Sul deve ter tempo firme

08-07-2020

Depois da passagem de dois ciclones no Sul do país que trouxeram tempestades, queda de granizo e ventania, a Somar Meteorologia afirma que a tendência para o restante de julho é de tempo seco e temperaturas amenas após uma onda de frio prevista para os próximos dois dias.“Esta condição vai permitir a retomada dos trabalhos em campo, como o pl...

Leia mais...