26 Março 2020

Com comércio fechado, laticínios não conseguem vender produtos 

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Com as feiras agropecuárias sem previsão para acontecer e o comércio fechado, produtores de queijo do Nordeste encontram dificuldades para comercializar os seus produtos, de acordo com levantamento feito pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Segundo Bruno Lucchi, superintendente técnico da entidade, entre a quarta, 25 e a quinta, 26, houve um aumento expressivo nas ocorrências referentes a problemas nos laticínios na região Nordeste. Ele acredita que a situação seja regional e diz que a CNA está monitorando o assunto diariamente.

“Entrei em contato com várias grandes comparativas e com as grandes indústrias também e nenhuma delas está relatando que vão reduzir a compra de produtos ou pedindo para baixar a produção. Isso mostra que esse é um problema mais regional, devido ao tipo de produto comercializado na região Nordeste”, comentou.

Segundo a CNA, o problema está concentrado nos estados da Bahia, Sergipe e Paraíba. “No caso da Bahia, a própria federação de agricultura já está interagindo com o sindicato das indústrias de laticínios para absorver o que o pequeno laticínio não conseguir, por não ter a capacidade de se estruturar. O produtor vai vender esse leite, esse lote, para outra indústria. As próprias federações dos estados já estão atuando no âmbito regional, no sentido de realocar essa produção para não ter impacto diretamente ao produtor rural”.

Minas Gerais

Em Minas Gerais, um dos principais estados produtores de queijo do país, o problema não tem sido a comercialização, mas sim a dificuldade na compra de insumos. “Os produtores alegam não estar encontrando açúcar e alguns tipos de conservantes para colocar em seus produtos. Não observamos problema especificamente em relação à comercialização, estão apenas remanejando as estratégias das indústrias, concentrando principalmente em leite UHT, leite em pó e muçarela”. 

Alta do preço

Ainda de acordo com a CNA, por enquanto, não há relatos sobre o aumento do preço do leite, porém, os produtores dizem ter percebido uma alta no custo de produção. “Pela disparada do milho, principalmente, a ração tem ficado em torno de 15% a 20% mais cara. Em alguns municípios, pegando o Centro-Sul da região onde se concentra grande parte da produção, o que temos visto é algum momento no custo de produção voltada para ração”.


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Dia do Pecuarista: setor passará por transformação nos próximos 20 anos

15-07-2020

Neste 15 de julho é comemorado mais um Dia do Pecuarista. Esses produtores se dedicam à alimentação, sanidade, reprodução e bem-estar animal, sendo responsáveis por fortalecer e movimentar a economia do país. O Canal Rural celebra esta data olhando para o futuro do setor.Estudo produzido pela aponta diversas tendências para a pecuária brasileira n...

Leia mais...

Hortifrúti: renda de quase 70% dos produtores caiu na pandemia

15-07-2020

Quase 70% dos produtores de frutas e hortaliças consultados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) tiveram a rentabilidade prejudicada por conta da pandemia de Covid-19.Segundo a pesquisadora Marina Marangon, apesar de ser um serviço essencial, o setor de hortifrúti sentiu os impactos da interrupção das atividades, principalm...

Leia mais...

‘Após regularização na Amazônia, governo precisa intensificar fiscalização espacial’

15-07-2020

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciou nesta quarta-feira, 15, que o governo está organizando uma força-tarefa para conceder titularidade a proprietários de terras, com até quatro módulos fiscais, na região da Amazônia Legal. A regularização fundiária deve ser feita por meio de sensoriamento remoto, utilizando imagens de satélite.Segu...

Leia mais...

ABPA: produtores de aves e suínos focam investimentos no Centro-Oeste

15-07-2020

O embargo da China a quatro frigoríficos do Rio Grande do Sul, sendo dois de aves e dois de suínos, deve acelerar o processo de investimento em novas plantas no Centro-Oeste. A afirmação é do presidente da , Francisco Turra. Segundo ele, a decisão do governo chinês prejudica a imagem do estado.A migração já é uma realidade por conta a baixa oferta ...

Leia mais...

Governo deve enviar reforma tributária ao Congresso nesta semana

15-07-2020

O Ministério da Economia fechou a proposta de reforma tributária e deve enviar o projeto para a Casa Civil ainda nesta semana. O texto da equipe do ministro Paulo Guedes vai ser enviado ao legislativo na forma de um projeto de lei, unificando tributos federais, como PIS/Cofins, na contribuição sobre bens e serviços.Vai ser um tributo sobre valor ag...

Leia mais...

Contra a seca, RS anuncia R$ 55 milhões para poços e açudes

15-07-2020

Os 412 municípios do Rio Grande do Sul que enfrentaram a longa estiagem, entre o final do ano passado e o começo de 2020, vão receber pagamento de horas-máquina para recuperação de estradas, recursos para a perfuração de poços artesianos e a construção de açudes.No pacote de apoio do governo estadual, da Assembleia Legislativa, do Ministério de Des...

Leia mais...

Decreto permitirá uso de sensoriamento remoto para áreas de até 4 módulos fiscais

15-07-2020

Nesta quarta-feira, 15, a ministra da Agricultura Tereza Cristina anunciou que o governo está iniciando o processo de regularização fundiária, na Amazônia Legal, para propriedades com até quatro módulos fiscais, utilizando sensoriamento remoto. De acordo com a lei 11.952/2009, a titulação para áreas com essas dimensões pode ser feita com a dispensa...

Leia mais...

Carnes: ABPA garante que Brasil mantém boa relação com a China

15-07-2020

A suspensão das exportações de quatro frigoríficos do Rio Grande do Sul, sendo dois de carne de frango e dois de carne suína, vem sendo tratada com atenção pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que avalia que as suspensões forma mais por causa de uma precaução da China diante das notícias de novos casos de Covid-19 nesse ambiente do...

Leia mais...

Boi gordo tem quarta-feira de preços firmes no Brasil; veja as cotações

15-07-2020

Os preços do boi gordo seguiram firmes nesta quarta-feira, 15. De acordo com a consultoria Safras, a oferta de animais terminados, no geral, ainda é restrita, confirmando a tendência de um confinamento de primeiro giro mais discreto em 2020.“Essa é uma consequência da menor atratividade dos preços do boi gordo, tanto no mercado físico quanto ...

Leia mais...