04 Agosto 2020

Boi gordo: contrato para outubro na B3 segue em busca de novo recorde

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

O contrato para outubro do boi gordo negociado na B3 rompeu R$ 225 durante o pregão desta terça-feira, 4. O vencimento segue firme na possibilidade de renovar o valor recorde de fechamento. A pressão sazonal na virada de mês, a força das exportações, a proximidade do Dia dos Pais e a falta de oferta impulsionam as cotações.

Na segunda-feira, 3, foi observado o maior valor de fechamento desde que o contrato passou a ser negociado, a R$ 224,50 por arroba. O recorde anterior havia sido registrado em 21 de novembro de 2019, a R$ 223,90, sendo que a máxima intradiária do contrato também foi registrada neste dia, em R$ 230.

As exportações de carne bovina in natura seguiram em ritmo forte e tiveram o melhor julho da série histórica da Secretaria de Comércio Exterior, com 169,25 mil toneladas embarcadas, alta de 27,1% na comparação anual. Esse foi também o maior volume embarcado este ano e o segundo maior de toda a base de dados da Secex.

De acordo com o consultor de agronegócio do Itaú BBA Cesar de Castro Alves, a China segue como destaque na demanda por carne brasileira, principalmente de bovinos e suínos. Ele diz que a tendência é de manutenção desse apetite no segundo semestre de 2020 e até no ano que vem.

Alves projeta que o volume embarcado não deve ter grandes aumentos entre agosto e dezembro, mas se a média observada nos últimos meses se mantiver, a expectativa é de aumento anual de 10% em carne bovina e de 35% em carne suína.

O consultor afirma que a tendência no segundo semestre é de preço firme, com viés de alta no período da entressafra do boi gordo, mas ele chama atenção para a curva futura, que está de lado, ou seja, os contratos mais longos estão no mesmo patamar ou até abaixo dos vencimentos mais curtos.

“O mercado não está apostando que essa entressafra, essa escassez maior de animais no segundo semestre em relação ao primeiro, e a demanda de fim de ano vão sobrepor esses preços que temos hoje, por volta de R$ 230 por arroba”, diz. Para ele, é uma aposta arriscada, já que quase todo ano a entressafra costuma trazer pressão de alta nos preços, além de que a demanda no fim do ano costuma ser maior.

Segundo o consultor, nos próximos meses, a variável determinante continuará sendo a China. “Se ela mantiver o ritmo [de compras], podemos subir ainda mais os preços. Se houver redução nas compras, pode dar uma segurada lá na frente”, diz.

Dado o cenário de baixa oferta de proteínas no país asiático, que teve seu plantel de suínos arrasado pela peste suína africana, Alves acredita que a tendência é positiva para os produtores de bovinos e suínos.


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Confira a íntegra do Canal Rural News ‘Paraquat: quais são as alternativas para o produtor?’

18-09-2020

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) manteve a proibição à venda e ao uso de paraquat a partir de 22 de setembro. Com a safra 2020/2021 começando, produtores rurais estão quebrando a cabeça para encontrar alternativas economicamente viáveis. Confira o debate, conduzido pelo comentarista Glauber Silveira conduz o debate,  com o direto...

Leia mais...

Ministério da Agricultura discute revisão do Guia Alimentar para População Brasileira

18-09-2020

Nesta semana, o Ministério da Agricultura elaborou uma nota técnica para o Ministério da Saúde solicitando, de forma urgente, a revisão do Guia Alimentar para População Brasileira. A cartilha, publicada em 2014, classifica os alimentos em quatro categorias entre in natura e ultraprocessados. No texto da nota, a Agricultura avalia que essa divisão é...

Leia mais...

Alexandre Garcia: Brasil é vítima de campanha de brasileiros que detestam o agro

18-09-2020

O comentarista Alexandre Garcia falou nesta sexta-feira, 18, sobre a recente agenda do presidente presidente que esteve hoje em Sinop e Sorriso, em Mato Grosso, visitando produtores rurais.  Nesta semana, Bolsonaro também no interior da Paraíba, inaugurando a maior usina fotovoltaica do Brasil. Segundo Garcia, isso mostra a importância do setor e c...

Leia mais...

Soja: com valorização em Chicago, preços disparam no Brasil

18-09-2020

O mercado brasileiro da oleaginosa sentiu os efeitos das negociações na Bolsa de Chicago, onde os preços subiram mais de 4% nesta semanaPor Agência SafrasOs preços da soja dispararam nesta sexta-feira, 18, nas principais praças do Brasil, acompanhando a alta acentuada de Chicago e a forte elevação do dólar. Apenas negócios pontuais foram registrado...

Leia mais...

Bolsonaro participa de lançamento simbólico do plantio da soja em Mato Grosso

18-09-2020

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez uma visita às cidades de Sorriso e Sinop, em Mato Grosso, nesta sexta-feira, 18.  Após falar com jornalistas e visitar uma usina de etanol, Bolsonaro fez um ato simbólico com a entrega de 1690 títulos de  terra a agricultores familiares do município de Nova Ubiratã e falou da importância do setor na ec...

Leia mais...

Valores do boi gordo sobem nas regiões Centro-Oeste e Norte do país

18-09-2020

Os preços do boi gordo voltaram a subir em algumas regiões produtoras do país nesta sexta-feira, 18. “Os preços seguem sob pressão de alta principalmente nas regiões Centro-Oeste e Norte do país”, disse o analista de Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias.Segundo ele, a oferta de animais terminados tende a permanecer restrita ...

Leia mais...

Daoud: Visita de Bolsonaro mostra que governo prioriza infraestrutura em MT

18-09-2020

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que as obras de duplicação da BR-163, principal rota do escoamento agrícola do Brasil, ficarão prontas no final de 2021, no trecho de Rondonópolis até Cuiabá, em Mato Grosso. O presidente falou aos jornalistas durante visita à uma usina de etanol em Sinop (MT), nesta sexta-feira, 18, ao lado do ministro de Infrae...

Leia mais...

Dólar sobe e impulsiona negociações do milho no mercado interno

18-09-2020

O mercado brasileiro de milho registrou preços firmes, de estáveis a mais altos nesta sexta-feira, 18. A alta do dólar elevou as cotações do milho nos portos, e alguns negócios foram realizados, segundo o consultor de Safras & Mercado, Paulo Molinari. Isso deu sustentação às cotações no mercado interno, que apresentou menor oferta.Porém, não ho...

Leia mais...

Defesa Vegetal do RS alerta para recebimento de sementes suspeitas

18-09-2020

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmou que quatro pessoas já receberam sementes clandestinas pelo Correio sem consentimento. Os casos foram registrados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás e Mato Grosso do Sul.O Canal Rural mostrou esta semana o caso de Gabriel Zapella, morador de Jaraguá do Sul (SC).  Na sema...

Leia mais...