04 Agosto 2020

‘A nossa meta é de 100% na redução do desmatamento ilegal’, diz Salles

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou nesta terça-feira, 4, que o governo brasileiro mantém o compromisso, firmado no Acordo de Paris, de zerar o desmatamento ilegal até 2030.

A declaração foi feita em coletiva de imprensa após o jornal Estado de S. Paulo expôr, durante a manhã, uma troca de documentos entre ministérios. Em um desses documentos, Salles teria proposto uma troca das metas de redução do desmatamento constante no Plano Plurianual (PPA) – sancionado por Jair Bolsonaro e vigente até 2023 – pela adoção do programa Floresta Mais Amazônia, que prevê pagamentos por serviços ambientais.

Na prática, essa troca significaria abrir mão do objetivo de diminuição de 90% do desmatamento, em todos os biomas brasileiros, até 2023 para conservar apenas uma área de 390 mil hectares da Floresta Amazônica – faixa que não corresponde a 1% de todo o bioma Amazônia.

Ainda segundo a reportagem do jornal Estado de S. Paulo, a proposta teria sido rejeitada internamente pelo Ministério da Economia. Em nota técnica, a equipe econômica teria dito que seria possível rever metas, mas que o programa Floresta Mais Amazônia seria “insuficiente”.

Salles desmentiu a reportagem no início da tarde. “A proposta não foi rejeitada pela área técnica. A área técnica entendeu que ela não atendia todo pleito. Então, o que foi esclarecido na semana passada [em reunião com o Ministério da Economia], foi que esse tema, Floresta Mais, é um dos aspectos que estão sendo adotados – um dos programas – pra conseguir atingir a meta total [de redução] de 100% de desmatamento ilegal em 2030, do qual a meta do Plano Plurianual é uma etapa intermediária. É exatamente isso que foi concordado.”

No final da manhã, antes da coletiva de imprensa realizada pelo ministro do Meio Ambiente, o Ministério da Economia divulgou uma nota afirmando apoiar a proposta feita por Salles.

“O Ministério da Economia concorda com o pleito apresentado pelo Ministério do Meio Ambiente de tornar a meta do Programa de Prevenção e Controle do Desmatamento e do Incêndio dos Biomas do PPA compatível com as metas definidas no Acordo de Paris. Desse modo, as metas intermediárias devem indicar os programas que serão utilizados nos próximo 4 anos para contribuir para zerar o desmatamento ilegal em 10 anos, e é isso que está sendo ajustado no PPA”, traz o pronunciamento da equipe econômica.


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Confira a íntegra do Canal Rural News ‘Paraquat: quais são as alternativas para o produtor?’

18-09-2020

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) manteve a proibição à venda e ao uso de paraquat a partir de 22 de setembro. Com a safra 2020/2021 começando, produtores rurais estão quebrando a cabeça para encontrar alternativas economicamente viáveis. Confira o debate, conduzido pelo comentarista Glauber Silveira conduz o debate,  com o direto...

Leia mais...

Ministério da Agricultura discute revisão do Guia Alimentar para População Brasileira

18-09-2020

Nesta semana, o Ministério da Agricultura elaborou uma nota técnica para o Ministério da Saúde solicitando, de forma urgente, a revisão do Guia Alimentar para População Brasileira. A cartilha, publicada em 2014, classifica os alimentos em quatro categorias entre in natura e ultraprocessados. No texto da nota, a Agricultura avalia que essa divisão é...

Leia mais...

Alexandre Garcia: Brasil é vítima de campanha de brasileiros que detestam o agro

18-09-2020

O comentarista Alexandre Garcia falou nesta sexta-feira, 18, sobre a recente agenda do presidente presidente que esteve hoje em Sinop e Sorriso, em Mato Grosso, visitando produtores rurais.  Nesta semana, Bolsonaro também no interior da Paraíba, inaugurando a maior usina fotovoltaica do Brasil. Segundo Garcia, isso mostra a importância do setor e c...

Leia mais...

Soja: com valorização em Chicago, preços disparam no Brasil

18-09-2020

O mercado brasileiro da oleaginosa sentiu os efeitos das negociações na Bolsa de Chicago, onde os preços subiram mais de 4% nesta semanaPor Agência SafrasOs preços da soja dispararam nesta sexta-feira, 18, nas principais praças do Brasil, acompanhando a alta acentuada de Chicago e a forte elevação do dólar. Apenas negócios pontuais foram registrado...

Leia mais...

Bolsonaro participa de lançamento simbólico do plantio da soja em Mato Grosso

18-09-2020

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez uma visita às cidades de Sorriso e Sinop, em Mato Grosso, nesta sexta-feira, 18.  Após falar com jornalistas e visitar uma usina de etanol, Bolsonaro fez um ato simbólico com a entrega de 1690 títulos de  terra a agricultores familiares do município de Nova Ubiratã e falou da importância do setor na ec...

Leia mais...

Valores do boi gordo sobem nas regiões Centro-Oeste e Norte do país

18-09-2020

Os preços do boi gordo voltaram a subir em algumas regiões produtoras do país nesta sexta-feira, 18. “Os preços seguem sob pressão de alta principalmente nas regiões Centro-Oeste e Norte do país”, disse o analista de Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias.Segundo ele, a oferta de animais terminados tende a permanecer restrita ...

Leia mais...

Daoud: Visita de Bolsonaro mostra que governo prioriza infraestrutura em MT

18-09-2020

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que as obras de duplicação da BR-163, principal rota do escoamento agrícola do Brasil, ficarão prontas no final de 2021, no trecho de Rondonópolis até Cuiabá, em Mato Grosso. O presidente falou aos jornalistas durante visita à uma usina de etanol em Sinop (MT), nesta sexta-feira, 18, ao lado do ministro de Infrae...

Leia mais...

Dólar sobe e impulsiona negociações do milho no mercado interno

18-09-2020

O mercado brasileiro de milho registrou preços firmes, de estáveis a mais altos nesta sexta-feira, 18. A alta do dólar elevou as cotações do milho nos portos, e alguns negócios foram realizados, segundo o consultor de Safras & Mercado, Paulo Molinari. Isso deu sustentação às cotações no mercado interno, que apresentou menor oferta.Porém, não ho...

Leia mais...

Defesa Vegetal do RS alerta para recebimento de sementes suspeitas

18-09-2020

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmou que quatro pessoas já receberam sementes clandestinas pelo Correio sem consentimento. Os casos foram registrados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás e Mato Grosso do Sul.O Canal Rural mostrou esta semana o caso de Gabriel Zapella, morador de Jaraguá do Sul (SC).  Na sema...

Leia mais...