16 Julho 2014

Safra 2014/2015 de soja deve ter custos de produção elevados e preços em queda

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Foto: Divulgação / Sxc
Área deve passar de 8,6 milhões de hectares, alta de quase 4% em comparação com a safra passada

O período das lavouras de Mato Grosso é de vazio sanitário até meados de setembro. A movimentação persiste apenas para os produtores que estão colhendo milho safrinha ou algodão. A soja, por enquanto, só aparece nas expectativas dos analistas, e os produtores que já começaram a planejar o plantio da safra 2014/2015 estão apreensivos. Os custos de produção devem ser maiores e os preços, menores.

De acordo com dados do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea), a área plantada e a produção devem crescer na próxima safra. A área deve passar de 8,6 milhões de hectares, alta de quase 4% em comparação com a safra passada. Se tudo correr bem, a produção deve crescer quase 5%, para mais de 27 milhões de toneladas. E semente de boa qualidade capaz de suprir esse aumento não vai faltar. É o que garante a Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat).

– O volume de sementes produzido no Estado de Mato Grosso é praticamente suficiente para atender a demanda dos produtores de grãos. Conforme o Estado vai aumentando a sua área de plantio, os produtores de sementes vão aumentando os investimentos suas unidades de beneficiamentos e aumentando o potencial de suprir a demanda estadual. No momento do ato da colheita, já se faz a seleção da qualidade das sementes e, com certeza, teremos uma boa safra – garante o vice-presidente da Aprosmat, Gladir Tomazeli.

Se as expectativas são boas em relação ao cultivo dessa próxima safra, o mesmo não pode se dizer do custo de produção. Os custos devem ficar bem acima da safra passada, passando de R$ 1440 por hectare. A maior parte desse valor vai para fertilizantes e defensivos, depois para sementes, operações com máquinas e, por último, mão de obra.

– Essa é uma situação preocupante, porque nós viemos trabalhando com soja na casa dos R$ 45 a R$ 50 nos últimos dois, três anos, que é um preço razoavelmente bom, pelo custo que nós temos na região. Mas com os Estados Unidos anunciando boa safra, mesmo o estoque estando baixo, o mercado jogou os preços para baixo. Isso implica no nossos custos, porque nós temos a venda baseada no preço de Chicago, ou seja, quem determina os preços dos grãos é a Bolsa de Chicago, então você tem toda a dificuldade, porque o Custo Brasil é interno, você não tem como mexer nele, é a política brasileira – explica o presidente do Sindicato Rural de Sinop (MT), Leonildo Bares.

• Acompanhe as cotações da soja

Além dos custos, outra grande preocupação dos produtores é o ataque de pragas. Bares reforça que ainda não há o controle da lagarta Helicoverpa armigera.

– Não temos produtos que controlem e que estejam liberados para ser usados, então isso é uma incógnita. Está todo mundo preocupado com isso.

O produtor Carlos Alberto Schneider sabe bem o que é isso. Ele cultiva algodão e soja em Jaciara (MT). No ano passado, o ataque da armigera foi severo, e, mesmo com duas aplicações extras de defensivos, o combate da praga foi difícil e não foi suficiente para evitar a quebra de mais de 10%. Para esta safra de soja, o produtor já garantiu a compra dos defensivos. Agora, a precaução pode trazer reflexos no bolso.

– A mão no bolso é inevitável, porque a gente não pode partir do princípio de que vai fazer um plantio e não vai conseguir colher, a gente tem que colher o mínimo de sacas para manter o rendimento da fazenda, o lucro da fazenda. O custo de produção já ficou mais elevado e a perspectiva para a soja não é muito boa, em função dos últimos levantamentos de produção, que já fizeram os preços baixarem. Então a nossa estimativa de venda é com preços baixos e custos mais altos – relata o produtor.

>> Leia mais notícias sobre grãos

Assista:

CANAL RURAL


Fonte Rural BR

Mais Notícias

Ministério prorroga validade das Declarações de Aptidão ao Pronaf

28-09-2020

A Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura prorrogou o prazo de validade da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) por conta da pandemia da Covid-19.De acordo com portaria publicada no fim da semana passada, será prorrogada por seis meses a vigência das declarações com vencimento entre os dias 24 de setembro e...

Leia mais...

Área da soja no Cerrado pode dobrar sem desmatamento

27-09-2020

A área plantada de soja no Cerrado pode dobrar sem a necessidade de derrubar nenhuma árvore. Essa é uma das principais conclusões de um estudo encomendado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleo Vegetal (Abiove) sobre a expansão do grão nesse bioma nos últimos 20 anos. Os resultados dessa análise geoespacial e o que representam para o agr...

Leia mais...

Confira na integra ao Canal Rural News: plantio da soja e expectativas para safra 20/21

27-09-2020

Foi dada a largada ao plantio da soja safra 2020/2021 e no Canal Rural News deste domingo, 27, você acompanhou os melhores momentos do evento que marcou o início do plantio, realizado em Capinópolis-MG. O repórter Antônio Pétrin ainda traçou os desafios desta temporada com o presidente da Aprosoja Paraná, Márcio Bonesi.  Fonte Canal Rural

Leia mais...

Canal Rural News reúne especialistas para falar sobre plantio da soja e expectativas para safra 20/2…

27-09-2020

O Canal Rural News deste domingo, 27, irá debater o plantio da soja e as expectativas para a safra 2020/2021. Em conversa liderada pelo jornalista Antônio Pétrin, participam Márcio Bonesi, presidente da Aprosoja Paraná e Bartolomeu Braz, presidente da Aprosoja Brasil.    Fonte Canal Rural

Leia mais...

Freio de Ouro: Brasil, Uruguai e Argentina conquistam pódio na grande final

27-09-2020

Após quatro dias de competições acirradas, calor e chuva, chegou ao fim a 39ª edição do promovido pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC). Neste domingo, 27, foram conhecidos os vencedores do ciclo realizado no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), durante a Expointer Digital.A qualidade dos conjuntos se de...

Leia mais...

Embrapa cria tecnologia capaz de reduzir custos com alimentação de animais

27-09-2020

Uma tecnologia para monitorar as deficiências de alimentação dos animais pode ajudar a reduzir os custos de alimentação de rebanhos no Semiárido brasileiro. Baseado em tecnologia de espectroscopia no infravermelho próximo (NIRS), a Embrapa desenvolveu, ao longo de 12 anos de pesquisas, o  que permite indicações de rações balanceadas, a partir de um...

Leia mais...

China só volta a comprar soja em 2021? Especialista responde

27-09-2020

O mercado financeiro projeta que a China deve voltar a importar soja mundial a partir de fevereiro de 2021, com a chegada de uma nova colheita no brasil, e também pelos estoques do grão no país asiático, que estão em níveis elevados.“Os chineses compraram muita soja do Brasil e dos Estados Unidos. É natural que o ritmo de compra enfraqueça. No enta...

Leia mais...

Clima: início da semana deve ser de temporais em parte do Brasil

27-09-2020

Não se descarta a chance para intensas trovoadas, rajadas de vento que variam de moderada à forte intensidade e eventual queda de granizo; veja onde!A semana começa ainda com tempo instável no norte do Rio Grande do Sul, devido ao avanço da frente fria aliada à instabilidades em diferentes níveis da atmosfera. No entanto, a bola da vez será o estad...

Leia mais...

Você viu? Uma fazenda no interior de Minas está colocando ‘sutiãs’ em vacas

27-09-2020

A fazenda que surgiu de um sonho de um cidadão da cidade há 21 anos, trouxe uma novidade que não se costuma ver pelos campos do Brasil: vacas usando o sustentador, ou sutiã, que segundo os proprietários estão ajudando a evitar os problemas de úbere.Além dessas notícia, a semana foi marcada pela movimento de alta nos preços do boi e dicas de manejo ...

Leia mais...